Lojas destruídas pelo fogo não tinham projeto contra incêndio Militares tiveram que voltar ao local porque havia indícios de fumaça. Demolição só poderá ser feita após vistoria de seguradora em Pouso Alegre.

7 02 2013

Nenhuma das cinco lojas que foram destruídas pelo fogo nesta terça-feira (5) em Pouso Alegre (MG) tinha projeto contra incêndio, segundo o Corpo de Bombeiros. Os militares tiveram que voltar ao local nesta quarta-feira (6) porque havia indícios de fumaça no que restou das construções. O local continua isolado e segundo o dono dos imóveis, a demolição só poderá ser feita depois de uma vistoria da seguradora.

Conforme o Corpo de Bombeiros, todos os comércios são obrigados a ter um projeto de prevenção contra incêndios, já que isto faz parte de uma lei estadual. Segundo os bombeiros, em Pouso Alegre essa fiscalização é feita por amostragem, já que segundo eles, não dá para ir a todos os locais. Para a corporação, o ideal é que os lojistas procurem informações de como se adequarem às regras.

Segundo o delegado regional de Pouso Alegre, Flávio Tadeu Destro, ninguém foi ouvido por enquanto sobre o incêndio. Os depoimentos só vão começar após a perícia entregar o laudo, o que deve ocorrer dentro de 10 dias. Conforme a polícia, todos os donos das lojas atingidas e os proprietários do imóvel serão ouvidos. O inquérito policial deverá ficar pronto em 30 dias, mas poderá ser prorrogado.

Curto-circuito
Segundo a Polícia Civil, a perícia apontou que o incêndio começou após um curto-circuito em uma loja que ficava na esquina. No entanto, só após o término das investigações será possível apontar se houve um culpado ou não. Conforme o dono dos imóveis, apesar das construções serem antigas, a rede elétrica estava em boas condições. A área foi condenada pela Defesa Civil e os prédios terão que ser demolidos.

Incêndio destrói lojas em Pouso Alegre. (Foto: Corpo de Bombeiros) (Foto: Corpo de Bombeiros)

O incêndio começou por volta de 6h30 e se espalhou rapidamente por uma área de 300 metros quadrados. Em uma loja de tintas, o fogo atingiu o escritório. Como a maioria do material vendido é inflamável, parte do estoque precisou ser retirado de dentro da loja. Já nos estabelecimentos atingidos, não sobrou quase nada.

Polêmica nas redes sociais
O incêndio também repercutiu nas redes sociais depois que um vereador fez uma brincadeira ao relacionar o incêndio com uma liquidação que acontece na cidade. Em sua página pessoal, o vereador Hélio da Van, escreveu: “Começou o Liquida P.A. com total queima de
estoque”. A frase usada provocou uma série de comentários de repúdio ao vereador.

Pouco depois, pela mesma rede social, o vereador Hélio da Van pediu desculpas e disse que vai se policiar mais. Ele retirou o comentário da página.





Em Varginha, 15 ambulâncias do Samu estão paradas desde 2010

6 02 2013

Veículos estão em pátio sem serem usadas e sujeitas à ação do tempo.

Consórcio de implantação do serviço na região está suspenso.

Em Varginha (MG), 15 ambulâncias estão paradas desde 2010 no Pátio do Departamento de Estradas e Rodagem (DER). Imagens flagram veículos ao ar livre, sujeitos à ação do tempo e o mato crescendo em volta das ambulâncias. Os veículos fazem parte da implantação do Samu na região, onde Varginha será o polo.

No Sul de Minas, 34 municípios receberão ambulâncias para atendimento básico e auxílio de um técnico em enfermagem. Desses municípios, nove vão ter ambulância com UTI móvel e a presença de um técnico de enfermagem e um médico.  São eles: AlfenasLavrasPassosPiumhiPoços de Caldas,Pouso AlegreSão LourençoTrês Corações e Varginha.

O secretário de saúde de Varginha, José Antônio Valério, afirmou que as ambulâncias já foram encontradas nesta situação pela atual administração. Ele disse ainda que a prefeitura recebeu um comunicado da Secretaria Estadual de Saúde informando que os veículos serão encaminhados para Belo Horizonte (MG). “Isso vai ser bom para a gente, porque nós vamos receber ambulâncias novas no período de implantação do Samu”, disse o secretário.

A previsão pela Secretaria Estadual de Saúde é de que o Samu iria iniciar suas operações na região em setembro deste ano, mas segundo a Prefeitura de Varginha, o consórcio feito entre os municípios para gerenciar este trabalho está parado. De acordo com o secretário de saúde, este consórcio estaria válido até dezembro do ano passado, mas com a mudança de governo e de pessoas que estavam à frente do projeto nesta transição, o consórcio está parado. “Nós vamos reorganizar o processo para dar início à montagem do Samu”, disse ele.

Em Varginha, 15 ambulâncias do Samu estão paradas sem uso. (Foto: Reprodução EPTV)
Em Varginha, 15 ambulâncias do Samu estão paradas sem uso. (Foto: Reprodução EPTV)

Ainda segundo o secretário, a previsão inicial do projeto era para junho, mas eles pretendem manter o prazo previsto pela SES de que o Samu esteja funcionando em setembro deste ano.

Parte da sede do Samu em Varginha já está pronta, mas segundo o secretário de saúde, ainda será preciso uma ampliação e adequação do prédio para este fim. A previsão de gastos para o funcionamento do serviço na cidade é de R$ 2,5 milhões por mês, onde entram financiamentos do governo municipal, estadual e federal.





6 02 2013

Universitário do Sul de Minas ferido no incêndio da boate Kiss recebe alta

Jovem aguarda resultado de exame para poder voltar a Machado (MG).
Ludmila Barati Mendonça também deixou o CTI do Hospital de Porto Alegre.

Túlio Gustavo Magalhães Fernandes está internado em Santa Maria (Foto: Arquivo Pessoal)
Túlio Gustavo Magalhães Fernandes 

O universitário da cidade de Machado (MG), Túlio Gustavo Magalhães Fernandes, de 21 anos, que ficou ferido durante o incêndio na boate Kiss em Santa Maria (RS) no último domingo (27), deixou o hospital no último sábado (2) e já está em casa.

Segundo os familiares do jovem, a mãe dele o acompanha em Santa Maria e eles aguardam o resultado de um exame que sairá na próxima quarta-feira (6) para voltar ou não para o Sul de Minas.

O jovem chegou a ficar dois dias na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Hospital de Santa Maria, por ter afetado pela fumaça do local e após ser internado teve o quadro agravado pela intoxicação.

Túlio é estudante de odontologia em Varginha(MG) e aproveitava as férias para fazer um estágio no Rio Grande do Sul. Ele estava em Santa Maria acompanhado de um amigo, que não foi à boate, mas avisou a família do rapaz do acidente.

Jovem de Nepomuceno segue internada

A jovem Ludmila Barati Mendonça, de Nepomuceno (MG), segue internada em Porto Alegre (RS), apesar de já ter deixado o Centro de Tratamento Intensivo (CTI). Segundo familiares de Ludmila, ela foi transferida para o quarto, mas ainda não há previsão de alta.

Ela estava na boate acompanhada pelo marido Lucas Veiga e pelo amigo Allisson Prado Menezes. Os homens conseguiram sair da boate e não ficaram feridos. Eles passaram apenas pela observação hospitalar e foram liberados. Os dois também são da cidade deNepomuceno.

O caso
O incêndio teve início por volta das 2h30 de domingo (27) na boate Kiss em Santa Maria (RS) durante a apresentação da banda Gurizada Fandangueira, que utilizou sinalizadores para uma espécie de show pirotécnico. Faíscas atigiram a espuma de um isolamento acústico no teto da boate, fazendo com o fogo se alastrasse dentro da boate em poucos minutos.

Pelo menos 235 pessoas morreram no incêndio na boate Kiss na madrugada de domingo (27) em Santa Maria (RS).





Polícia instaura inquérito para apurar morte de soterrados em Lambari, MG

6 02 2013
Segundo secretário de Obras, oficina foi construída de forma irregular. Duas pessoas morreram após barranco desmoronar. A Polícia Civil instaurou inquérito para apurar a morte de duas pessoas que foram soterradas enquanto trabalhavam em uma oficina mecânica em Lambari (MG). A perícia esteve no local do deslizamento de terra nesta terça-feira (15). De acordo com o secretário de Obras do município, Evaldo Antônio Gorgulho, a oficina estava construída de forma irregular e a obra sequer tinha cadastro na prefeitura. O caso aconteceu nesta segunda-feira (14). Segundo o delegado responsável pelo caso, Marcelo Guerra, os policiais devem ouvir as pessoas envolvidas e a partir do resultado da perícia serão definidos quais crimes foram cometidos. O dono do terreno foi procurado para falar sobre o assunto, mas ele não foi encontrado. Irregularidades O secretário de Obras apontou as irregularidades. “No que diz respeito a projetos na prefeitura, registro no Crea, pelo que me consta não há cadastro dela na prefeitura. A irregularidade é de ordem técnica. Ali seria necessário construir um muro de arrimo e não uma parede como foi feito, com cinco metros de altura, sem estrutura nenhuma para a colisão de terrenos. Ela não suportou o peso da terra que caiu”, disse. Ainda segundo ele, a oficina deverá ser demolida, já que era construída com pilares de madeira, sem nenhuma resistência. saiba maisOficina onde 2 morreram soterrados estava irregular, diz secretário Vítimas de deslizamento em Lambari são enterradas Menina escapou de desabamento por 15 minutos, diz testemunha Barranco desaba sobre oficina e deixa 2 mortos em Lambari, MG Outras obras que estão ao lado da oficina atingida terão que ser fiscalizadas. “À esquerda e à direita existem algumas obras que nós vamos fiscalizar se existe essa contenção. Se não existir, eles serão obrigados a fazer ou serão responsabilizados”, completou. Leandro Inácio de Souza, de 22 anos e Diogo Ferreira Lopes, de 31 anos, foram enterrados na tarde desta terça-feira. A filha de Lopes, de apenas 5 anos, estava no local do deslizamento 15 minutos antes, mas foi para outro cômodo para assistir televisão. Ela não ficou ferida. Fonte: G1 Sul de MInas(Foto: Reprodução EPTV)




Reunião da Prefeitura com representantes dos blocos de Carnaval de Lambari.

5 02 2013

Reunião da Prefeitura com representantes dos blocos de Carnaval de Lambari. A segurança foi o principal assunto abordado. Somente com todos os quesitos de segurança em dia o Carnaval acontecerá. Os representantes dos blocos do Ahhhh, Hard Roça e Dim Terim Bebim se comprometeram a cumprir todas as exigências e afirmaram que tudo já está de acordo com a lei.
Apesar de todos os quesitos em ordem, a colaboração dos foliões é muito importante para o sucesso do evento. Contamos com a colaboração de todos.
Reunião da Prefeitura com representantes dos blocos de Carnaval de Lambari. A segurança foi o principal assunto abordado. Somente com todos os quesitos de segurança em dia o Carnaval acontecerá. Os representantes dos blocos do Ahhhh, Hard Roça e Dim Terim Bebim se comprometeram a cumprir todas as exigências e afirmaram que tudo já está de acordo com a lei.<br /> Apesar de todos os quesitos em ordem, a colaboração dos foliões é muito importante para o sucesso do evento. Contamos com a colaboração de todos.




5 02 2013

Piada de vereador sobre incêndio causa polêmica em Pouso Alegre

Incêndio na manhã desta terça-feira (5) destruiu cinco lojas na cidade.
Vereador se desculpou e admitiu que comentário foi de mau gosto.

Um comentário deixado por um vereador em uma rede social sobre o incêndio que destruiu cinco lojas na manhã desta terça-feira (5) em Pouso Alegre (MG) causou revolta entre os moradores da cidade. Em sua página pessoal, o vereador Hélio da Van, escreveu: “Começou o Liquida P.A. com total queima de estoque”, se referindo à liquidação do comércio que acontece na cidade. A frase usada provocou uma série de comentários de repúdio ao vereador.

Em contato com a produção da EPTV Sul de Minas, o vereador disse por telefone que as pessoas sabem que ele é brincalhão, mas reconheceu que a piada foi de mau gosto. Ele disse ainda que fez a brincadeira depois de saber que não havia vítimas e que as lojas têm seguro.

Vereador faz piada com incêndio em Pouso Alegre. (Foto: Reprodução internet)




Chamas em Pouso Alegre.

5 02 2013

Um incêndio atingiu cinco lojas na Praça Senador José Bento no Centro de Pouso Alegre (MG) na manhã desta terça-feira (5). Três equipes do Corpo de Bombeiros estavam no local desde cerca de 7h e as chamas foram controladas por volta das 9h30. Os bombeiros fazem os trabalhos de rescaldo no local.

Foram atingidas três lojas de roupas, uma de cd’s e uma loja de óculos. Tudo o que havia nos comércios foi destruído pelo fogo. Durante o incêndio, os bombeiros usaram ferramentas para arrebentar as portas e tentar apagar as chamas que saíam pelo telhado, porém quando a porta se abriu, eles foram engolidos pela fumaça e tiveram que se afastar.

Incêndio atingiu cinco lojas no Centro de Pouso Alegre, MG (Foto: Magson Gomes / EPTV)
 
 

Ainda segundo os bombeiros, a eletricidade foi cortada em todo o quarteirão para evitar que o fogo se propagasse. Uma loja de tintas também foi esvaziada para evitar que o material inflamável pudesse aumentar ainda mais as proporções do incêndio.

Antes da energia elétrica ser cortada, faíscas saíam de um transformador próximo às lojas atingidas. Ainda não se sabe a causa do incêndio. Não há informações sobre feridos.

Lojas de roupas, cd's e óculos ficaram totalmente destruídas pelas chamas (Foto: Magson Gomes / EPTV)









Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.